sexta-feira, 27 de abril de 2012

Literatura de Cordel será reconhecida Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) promoveu, nos dias 9 e 10 de abril, na sede da Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, reunião técnica sobre o tema “Literatura de Cordel”, da qual participaram especialistas e instituições ligadas ao assunto.

Em 2010, o Iphan recebeu o pedido de Registro da Literatura de Cordel como patrimônio cultural de natureza imaterial, apresentado pela a Academia Brasileira de Literatura de Cordel – ABLC, pedido este julgado pertinente pelo Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan e pela Câmara de Patrimônio Imaterial do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. A partir desse aval, o processo de Registro encontra-se apto para passar à fase de instrução técnica, quando são produzidas e sistematizadas informações sobre o bem cultural, com vistas ao seu reconhecimento e titulação como Patrimônio Cultural do Brasil.

Durante a reunião técnica realizada, discutiu-se e delimitou-se o objeto do Registro, seu território, os bens culturais associados, entre outros aspectos significativos, assim como se definiu o plano de trabalho que irá orientar as pesquisas e demais atividades que se seguirão. Como proposições práticas resultantes da reunião, foi decidida a realização de mapeamento da documentação, instituições, especialistas, artistas e de contatos sobre o tema; a criação de uma rede de instituições detentoras de acervos; a consolidação de acervos e bibliografia temática; e o intercâmbio de folhetos de cordel entre as mesmas. Sugeriu-se, ainda, o encaminhamento de ações específicas com vistas ao tombamento dos acervos de folhetos no Brasil.

Encontro Regionais

Para a instrução do processo de Registro da Literatura de Cordel, por sua vez, será dado início ao levantamento, pesquisa e documentação das formas orais e escritas relacionadas à mesma, tomando-se como base territorial cinco núcleos focais pré-definidos, abrangendo treze estados brasileiros. Estes polos abrigarão, ainda, encontros regionais ampliados sobre o tema do cordel, com os objetivos de informar os praticantes dessa arte e de seu universo associado sobre o processo de Registro em andamento, envolvê-los nos procedimentos exigidos, esclarecer sobre as consequências desse ato, além de articular parcerias. O primeiro encontro regional acontecerá ainda em 2012, na cidade de Campina Grande, Paraíba.


Postado por:
Meryglaucia Silva Azevedo
Graduanda do 7° Período em Pedagogia-UFCG
Bolsista do Programa de Educação Tutorial-PET


(Ascom-IPHAN-RJ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antonio Gramsci

Todo Estado é uma ditadura.